Fale em nosso WhatsApp
Solicite aqui uma proposta.

Blog

02.03.2024

Metaverso

A rede só muda porque mudamos a forma de consumir conteúdos.

Metaverso

Atualmente, por mais que possa parecer o oposto, as plataformas que utilizamos só estão se atualizando porque nós, seres humanos, mudamos a forma de consumir tudo o que está em nossa volta, inclusive os conteúdos online.

A recente ascensão de Pink, a versão digital da CEO da Boca Rosa Company, Bianca Andrade, colocou em discussão, novamente, o Metaverso, isso porque, sua proposta está diretamente ligada a duas coisas: experiência e interação do usuário.

Tendo em vista tamanha complexidade, precisamos entender o que seria esse mundo virtual que de forma resumida é um espaço coletivo e virtual compartilhado, constituído pela soma de “realidade virtual“, “realidade aumentada” e “Internet“.

A partir disso, entendemos que novo mundo e avatares como a Lu, do Magalu, ou a Pink, da Boca Rosa, se tornaram mais populares, mas a ideia não é fazer desses personagens simples cópias do seres humanos, afinal, segundo os criadores da Pink, ela surge com a proposta de ser uma personagem com suas próprias opiniões, vivências e posturas, que atua de forma independente dentro do Metaverso.

Colocando em pauta, novamente, algo discutido a dois parágrafos atrás: experiência e interação do usuário, pois ao criar seres próprios em um universo virtual, ficamos submetidos a ascensão dos avatares influenciadores que interagem com o mundo real, mas está presente no Metaverso e, também, nos faz consumir o que está presente em nosso mundo.

Complexo, não é mesmo? Mas fique tranquilo, o Metaverso só está começando, nos encontramos lá!

Certificados e Associações